Exposição de Orquídeas chega a 75ª edição

Tradição no município, a Exposição Nacional de Orquídeas, um dos eventos que integram o calendário em comemoração ao aniversário de Rio Claro, chega a 75ª edição este ano. A exposição, que encanta grande público, reunirá mais de 2 mil plantas floridas nas dependências do Claretiano Colégio. A abertura da exposição será no dia 28 de junho (sexta-feira), às 19h30. A visitação prossegue nos dias 29 (sábado), das 8h às 22 horas e, no dia 30 (domingo), das 8h às 17 horas. O Claretiano Colégio fica na Avenida Santo Antonio Maria Claret, 1.724, Cidade Claret. A entrada é gratuita.

De acordo com os organizadores, o evento contará com a participação de mais de 300 expositores oriundos de aproximadamente 65 cidades de diferentes estados do Brasil. O secretário de Esportes e Turismo (Setur), Ronald Penteado, destaca a importância do evento.

“Para marcar os 192 anos de Rio Claro, mais uma vez o público poderá prestigiar esse importante e tradicional evento, que também impulsiona o turismo na cidade. A exposição reúne belas espécies de plantas e será uma excelente opção de passeio”, observa o titular da Setur.

A 75ª Exposição Nacional de Orquídeas é organizada pelo Círculo Rioclarense de Orquidófilos (CRO), com apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Turismo (Setur).

O CRO é presidido por Antônio Carlos K. Amaral e tem como diretor de exposição, Jair Chagas. A expectativa é que a exposição receba cerca de 20 mil visitantes nos três dias de evento. “Mais um ano teremos uma linda exposição para o público, tudo preparado com muito zelo e carinho para receber expositores e visitantes”, comenta Chagas.

Novo Samu de Rio Claro começa a atender segunda-feira

Serviço inaugurado no sábado pelo prefeito Juninho reduz pela metade tempo de socorro.

A partir de segunda-feira (17) o atendimento de urgência em Rio Claro ganha importante reforço com o funcionamento da segunda base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Inaugurada no sábado (15), a base instalada na zona sul da cidade reduz para menos da metade o tempo de deslocamento da ambulância até o local da ocorrência. A população pode acionar o Samu pelo telefone 192.

“A instalação desta segunda base é algo que buscávamos há bastante tempo para atender com mais agilidade a população da zona sul do município”, destacou o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, lembrando do compromisso assumido de focar sua administração no cuidado com as pessoas. “Com esta conquista, estamos encurtando distâncias para salvarmos vidas”, finalizou o prefeito.

“Estamos empenhados em uma política de saúde respeitosa para que consigamos alcançar todos que precisam com a prontidão e o respeito que merecem”, enfatizou Maria Clélia Bauer, secretária de Saúde.

Com a base descentralizada o tempo de resposta do atendimento na zona sul será reduzido em mais de 50%. O tempo de deslocamento da ambulância da primeira base do Samu, na Vila Martins, até a zona sul é de quase dez minutos. Com o atendimento partindo da segunda base, esse tempo chega a pouco mais de quatro minutos. “Essa redução no tempo é importante para quem precisa de atendimento de urgência”, frisou Ronnie Peterson Meyer, diretor do Samu.

A importância da unidade foi endossada nas falas de Rogério Marques, que já precisou de socorro e sabe o que o tempo de espera representa para quem passa pela situação, e de Edson Locatelli, presidente da Associação de Moradores do Jardim Guanabara. “É uma região em crescimento, onde as pessoas precisam de socorro mais rápido”, observou Locatelli, agradecendo a administração pelo serviço implantado.

“Essa nova base é resultado de um trabalho que uniu esforços e uma prioridade desde o início desta administração”, lembrou o vereador André Godoy, presidente da Câmara Municipal, que assina junto com o vereador Val Demarchi o projeto de lei que dá o nome de “Vereador José Carlos Leonhardt” à base. “José Carlos Leonhardt era um exemplo de homem público”, resumiu Val Demarchi. O ex-deputado Aldo Demarchi disse ser justa a homenagem. “Temos que valorizar quem trabalha pela sociedade”, disse Aldo.

Em nome da família do vereador José Carlos Leonhardt, o vereador Hernani Leonhardt, filho do homenageado, lembrou o trabalho desempenhado pelo pai. “Foram quase três décadas dedicadas a servir o povo, dedicando a vida às pessoas”, enfatizou Hernani.

Também participaram da solenidade o vice-prefeito e secretário de Segurança Marco Antonio Bellagamba, acompanhado da esposa Luciana Bellagamba; Chamon, vice-prefeito de Santa Gertrudes; o delegado seccional, Paulo Henrique Nabuco de Araújo; a tenente Maiara Lieri Ribeiro, representando o comandante do 37º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPM/I), tenente-coronel Luís Roberto Moreira Filho; o comandante do Posto de Bombeiros, tenente Fábio Henrique Giovani; José Domingos de Almeida, presidente do Conselho de Saúde; Silveli Pazetto, coordenadora do Samu; os vereadores Rafael Andreeta, Irander Augusto, Júlio Lopes, Maria do Carmo Guilherme, José Pereira, Geraldo Voluntário e Adriano La Torre; o vereador de Santa Gertrudes William Bento; e os ex-vereadores de Rio Claro Sérgio Guilherme e Godoy.

Moradores do Wenzel e Jardim Bela Vista também querem asfalto

Projeto de financiamento será enviado em breve para análise dos vereadores.

A prefeitura de Rio Claro encerrou na quinta-feira (13) as reuniões para discutir pavimentação asfáltica com os moradores. O assunto foi debatido com moradores de 18 bairros sem pavimento. O ciclo de debates foi concluído no Wenzel e Jardim Bela Vista onde os moradores aceitam pagar contribuição de melhorias para ter os bairros pavimentados.

“Precisamos muito do asfalto e para mim é uma questão de saúde”, declarou Ana Maria Oliveira, que sofre de rinite alérgica e enfrenta dificuldades com a poeira. “Durmo com bacia de água no quarto para dar uma aliviada”, disse Ana, que pensa em se mudar do bairro caso o pavimento não seja feito.

Da mesma forma, Adenir Rodrigues Gomes também espera pelo asfalto. “Só quem sente na pele os transtornos causados pela poeira e pelo bairro pode entender o que passamos”, pontuou.

A pavimentação do Wenzel e do Jardim Bela Vista, e de mais 16 bairros de Rio Claro, depende de financiamento de R$ 60 milhões que está sendo pleiteado pela prefeitura. Desse montante, R$ 30 milhões são destinados a pavimentação, R$ 20 milhões para recapeamento, R$ 5 milhões para o setor de saúde e R$ 5 milhões para o Daae. Para obter o crédito, o governo municipal precisa da aprovação dos vereadores que vão votar projeto que será encaminhado em breve à Câmara Municipal.

“Essa foi a solução que encontramos para asfaltar os bairros em curto prazo e resolver problemas antigos da cidade. Sem o financiamento, infelizmente não teremos condições de realizar as obras”, informou aos moradores o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, lembrando que metade do valor, R$ 30 milhões, será pago pelos moradores diretamente beneficiados pelo asfalto novo. O recapeamento não será cobrado da população.

O prefeito explicou ainda que o financiamento somente está sendo pleiteado agora porque antes o município não tinha certidões de negativa de débito (CND) e de regularidade previdenciária (CRP), o que impossibilitava a obtenção de crédito no mercado. “Pagamos dívidas e conseguimos as certidões limpando o nome da cidade, o que nos permite fazer o financiamento”, esclareceu Juninho, lembrando que o financiamento já foi utilizado por outras administrações para realizar obras importantes, como a drenagem para contenção de enchentes no Jardim Inocoop.

Também participaram da reunião os secretários municipais Paulo Roberto de Lima (Obras), Gilmar Dietrich (Economia e Finanças) e Rodrigo Ragghiante (Negócios Jurídicos); e os vereadores Júlio Lopes e Geraldo Voluntário.

Prefeitura faz recapeamento em trecho da Rua M-21

Motoristas devem redobrar a atenção ao transitarem pelas imediações.

A prefeitura de Rio Claro realiza neste sábado (15) obra de recapeamento em trecho movimentado na região do Grande Cervezão, área norte do município. Por isso os motoristas devem ficar atentos para interdição que será feita pela manhã na Rua M-21 entre as avenidas M-27 e M-19, que terá a pavimentação renovada. “Rio Claro precisa de grande investimento para deixar todas as vias da cidade em ordem, mas enquanto tentamos obter autorização da Câmara para financiar essa obra, vamos continuar trabalhando para reduzir o máximo possível problemas decorrentes do asfalto velho ou da falta de asfalto”, explica o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. Para recapear a cidade, a prefeitura quer financiar R$ 20 milhões. “Se for autorizado pela Câmara, o financiamento para o recapeamento não terá cobranças adicionais para a população”, explica Juninho.

O prefeito percorreu o trecho que será recapeado na sexta-feira (14), junto com o vereador Adriano La Torre, que fez requerimento solicitando a ação da prefeitura. “Os moradores das imediações e quem transita nessa região vinham fazendo várias reclamações sobre as más condições do asfalto, mas, com esse trabalho, vamos finalmente resolver esse grande incômodo”, destaca o vereador La Torre, lembrando que está percorrendo junto com o prefeito vários bairros do município para verificarem de perto a situação do asfalto e outras demandas da comunidade. “Na medida do possível, estamos sendo atendidos pela prefeitura”, frisa.

Morador do condomínio Ilha de Creta, na Rua M-21, Silas de Carvalho reitera a importância do serviço que a prefeitura fará no trecho. “É muito positivo que isso esteja acontecendo, as más condições da via era causa de acidentes, com pedestres, carros e bicicletas”, explica.

O trânsito no trecho será liberado tão logo o trabalho seja finalizado. A previsão é de que a obra seja realizada até as 14 horas, se não houver contratempos. “Serão recapeados aproximadamente 200 metros da via”, informa o secretário municipal de Obras, Paulo Roberto de Lima.

Como esse trecho da Rua M-21, que fica nas imediações do Jardim São Catano, está em condições muito ruins, será preciso tapar os buracos com pedra brita antes de fazer o recapeamento. “Usaremos massa asfáltica ‘a quente’ para fazer o serviço, o que dará maior durabilidade à obra”, explica Eduardo Manfrinatti, diretor da Fábrica de Artefatos de Cimento e Usina de Asfalto (Facua) da prefeitura.

Rio Claro estuda expandir horário em três unidades de saúde da família

USFs passariam a atender também das 16 às 20 horas, conforme orientação do Ministério da Saúde.

O município de Rio Claro iniciou estudos para expandir o horário de atendimento em suas unidades de saúde da família (USF). “Inicialmente a modificação deverá abranger três unidades, exatamente aquelas com maior demanda”, informa o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, acrescentando que numa segunda etapa mais unidades de saúde também deverão ter o horário ampliado. “Com o horário estendido, as unidades de saúde da família aliviam o fluxo de pessoas nas unidades de emergência e facilitam o acesso de quem trabalha durante o dia”, observa Juninho.

A ampliação de atendimento nas USFs também trará outro ganho para a população, uma vez que serão montadas novas equipes de profissionais. “Com isso ampliaremos o percentual de atendimento na rede de atenção básica, que hoje é de 51% e ficará com índice próximo a 60%”, explica a secretária municipal de Saúde, Maria Clélia Bauer. Até o início de 2017, o índice era de 40% e foi recentemente ampliado com a implantação de seis novas unidades de saúde.

As unidades de saúde da família selecionadas para terem seus horários ampliados são do bairro Mãe Preta, do Terra Nova e do Bonsucesso, conforme critério que avalia a vulnerabilidade da área onde estão localizadas. Para ampliar em quatro horas o atendimento nestas unidades, o município terá de montar três novas equipes de atendimento, fazendo com que cada unidade passe a atender com três equipes. “Atualmente estas unidades atendem com duas equipes e com a chegada de uma terceira equipe mais famílias serão atendidas”, informa o diretor de Atenção Básica, Jair Verginio Jr.

Para estender o horário de funcionamento, o município deverá protocolar pedido no Programa Saúde na Hora do Ministério da Saúde, que prevê aumento de 104% no repasse de recursos para cada unidade com horário estendido. De acordo o diretor Verginio, a proposta é interessante, mas é preciso considerar que a montagem de cada equipe exige investimentos também por parte do município, o que, juntamente com critério de demanda, inviabiliza que outras unidades tenham o horário estendido nesse momento.

O município de Rio Claro também pretende um aprofundamento nos estudos para, no ano que vem, transformar as suas quatro unidades básicas de saúde em unidades de saúde da família. “O investimento na atenção básica visa qualificar o atendimento das unidades, otimizando a prevenção e promoção de saúde o que acarretará na redução de atendimentos nas UPAs, nossas unidades de emergência”, afirma a secretária Maria Clélia.

Daae finaliza plantio de mais de mil mudas em área rural

Atividade envolveu mais de 300 alunos de seis escolas do município em sete dias de atividades às margens do rio Corumbataí.

Após uma semana de intenso trabalho, o Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) de Rio Claro finalizou o plantio de 1.360 mudas de árvores nativas e frutíferas em área rural do município, às margens do rio Corumbataí.

As atividades foram realizadas no início do mês de junho em comemoração à semana do meio ambiente e fazem parte do “Programa de Recuperação de Área de Preservação Permanente do rio Corumbataí”, inserido no Projeto Nascentes, que faz o monitoramento, recuperação e proteção de nascentes no município e conta com o apoio das secretarias municipais da Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção; Educação e Meio Ambiente e também da Casa de Agricultura de Rio Claro e do Consórcio PCJ.

“É um número bastante significativo de mudas plantadas e seguimos recuperando e ampliando a proteção e conservação dos recursos hídricos de Rio Claro”, destaca José Crespo Filho, gerente de preservação do Meio Ambiente do Daae e coordenador do projeto Nascentes, ressaltando que esse trabalho é feito pelo Daae desde 2017, com mudas do viveiro da autarquia.

Seis escolas, sendo quatro municipais e duas particulares, participaram dos plantios, envolvendo no total mais de 300 alunos, que puderam aprender na prática mais sobre o meio ambiente.

“Acreditamos na conscientização e na educação ambiental como agente transformador e as crianças têm esse poder, além de adquirir hábitos que vão beneficiar não só o meio ambiente, mas o futuro de todos”, comenta o superintendente do Daae, Paulo Roberto Bortolotti.

O plantio foi feito em área rural particular próxima à captação da Estação de Tratamento de Água (ETA 2), na Estada do Sobrado, mediante autorização do proprietário. O local foi definido após estudo feito da bacia hidrográfica pela Unidade de Gerenciamento de Projetos de Rio Claro (UGP), com visita de campo e imagens via satélite.

“É fundamental o consentimento e a colaboração dos proprietários para a realização desse trabalho”, acrescenta o superintendente da autarquia, ressaltando que essa ação também é importante para os produtores rurais em termos de adequação ambiental de seus imóveis à etapa posterior ao Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Tanto as escolas interessadas em participar do projeto e plantio, como os proprietários com intenção de aderirem ao programa de recuperação ambiental devem ligar para a gerência de Meio Ambiente do Daae, no telefone 3531-5248, em horário comercial.

A autarquia reforça que as doações de mudas não são para plantio em residências, e sim em Áreas de Preservação Permanente (APPs), chácaras, sítios e fazendas no entorno de cursos d’água e nascentes e são feitas mediante cadastro e agendamento.

Bairro do Estádio e Consolação terão mutirão de combate à dengue neste sábado

Agentes irão recolher potenciais criadouros e orientar a comunidade.

O mutirão de combate à dengue desse sábado (15) em Rio Claro será nos bairros Consolação e Bairro do Estádio. O trabalho é realizado semanalmente e integra as ações da prefeitura para prevenir a dengue.

Das 8 às 13 horas os agentes da Secretaria de Saúde irão percorrer os bairros vistoriando residências e recolhendo possíveis criadouros do Aedes aegypti. O trabalho terá o apoio do caminhão cata bagulho.  Os moradores podem colaborar, colocando do lado de fora, logo pela manhã, os objetos que não utilizam mais para serem recolhidos.

“Desde o início do ano mais de 20 toneladas de materiais foram recolhidos nos mutirões realizados nos bairros”, observa Paula Kannebley, diretora de Vigilância em Saúde. A orientação da Secretaria de Saúde é para que os moradores vistoriem suas residências e evitem o acúmulo de água, o que favorece a proliferação do mosquito. “Também é preciso estar atento ao descarte correto de materiais”, acrescenta Paula.

O trabalho preventivo ao Aedes no município, além dos mutirões aos sábados, inclui vistorias em residências e em imóveis especiais e pontos estratégicos.  Boletim divulgado na quinta-feira (13) pela Vigilância Epidemiológica de Rio Claro confirma 603 casos de dengue no município registrados neste ano. 

Baile na quarta-feira comemora aniversário de Rio Claro

Evento gratuito reúne anualmente centenas de pessoas.

A programação do aniversário de Rio Claro, que neste mês comemora 192 anos, tem na quarta-feira (19) Baile de Aniversário da Cidade. O evento será às 14 horas no Grupo Ginástico e tem entrada gratuita.

Com música ao vivo e muita dança, o baile é organizado pelo Fundo Social de Solidariedade especialmente para os idosos, mas público de todas as idades está convidado a participar. Este é um dos eventos tradicionais de comemoração e anualmente reúne centenas de pessoas.  

“Vai ser uma festa para celebrar o aniversário da cidade junto com aqueles que participam de sua construção e contribuem para seu desenvolvimento”, destaca Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social.

A atração musical será a banda Brega & Chic que levará ao palco música de qualidade, com entusiasmo para movimentar a pista de dança. Composta por músicos profissionais experientes e talentosos, a Brega & Chic tem no currículo mais de 1.700 apresentações realizadas em mais de uma década e meia de atuação. O Ginástico fica na Rua 2, entre avenidas 3 e 5, Centro. 

Rio Claro ganha segunda base do Samu

Localizada na região sul, nova base possibilitará redução de 50% em tempo resposta de atendimento.

A prefeitura de Rio Claro inaugura no sábado (15) às 9 horas a segunda base do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) do município. A partir da ampliação do serviço, o socorro vai chegar mais rápido à região sul da cidade, onde foi instalada a segunda base do Samu, na Avenida Presidente Kennedy, 900, próximo ao aeroclube. A unidade terá viatura e equipe para atender a comunidade.

“Essa era uma demanda da população que vínhamos trabalhando para atender”, observa o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, acrescentando que o tempo da chegada da ambulância até o local da ocorrência deve ser reduzido pela metade nos atendimentos na região sul. “É importante que a comunidade da região sul possa contar com esse atendimento mais ágil e para isso a instalação da segunda base era fundamental, já que a primeira base funciona no lado oposto da cidade”, destaca Juninho.

Hoje, para atender uma pessoa que está na região sul de Rio Claro o Samu precisa de até 10 minutos. Com a instalação da nova base, essa espera cairá para menos de cinco minutos. “Nos atendimentos de urgência cada minuto é fundamental para salvar uma vida”, comenta Maria Clélia Bauer, secretária de Saúde.

A inauguração da segunda base se dá oito anos após a implantação do serviço no município, sediado na Avenida Brasil, na Vila Martins, entre as regiões norte e nordeste do município. Os mesmos serviços realizados na Vila Martins estarão disponíveis na segunda base.

Para receber a segunda base do Samu, o prédio foi reformado pela prefeitura e cumpre as exigências sanitárias preconizadas pelo Ministério da Saúde. A prefeitura investiu R$ 250 mil na reforma do prédio, recursos oriundos do montante de mais de R$ 1,5 milhão devolvido pela Câmara Municipal com recomendação para que o dinheiro fosse aplicado no setor de saúde. “Estamos felizes em verificar que os recursos devolvidos foram utilizados para um serviço de grande importância para a comunidade”, afirma o vereador André Godoy, presidente da Câmara Municipal.

O imóvel conta com recepção, cozinha, banheiros, quartos de repouso, expurgo, almoxarifado, lavanderia e estacionamento. O atendimento na segunda base terá início na segunda-feira (17). A população pode acionar o Samu pelo telefone 192. A segunda base do Samu é denominada “Vereador José Carlos Leonhardt”, a partir de projeto de lei dos vereadores André Godoy e Val Demarchi.

Rio Claro tem 603 casos de dengue

São 588 casos contraídos no município e 15 importados.

Boletim divulgado na quinta-feira (13) pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Rio Claro confirma 603 casos de dengue no município. A Secretaria novamente reforça a importância do apoio da comunidade na adoção de medidas preventivas para evitar o crescimento do número de casos. Mesmo com temperaturas mais baixas e tempo seco o risco de proliferação do Aedes aegypti continua presente.

“Os ovos do Aedes podem permanecer por até 450 dias depositados aguardando um pouco de água para que nasça a larva que em seguida se transforma em mosquito”, explica Diego Reis, gerente do Centro de Controle de Zoonoses.

Apesar de todo trabalho de orientação feito diariamente pelos agentes de combate a endemias durante as operações de bloqueio e também por agentes comunitários de saúde, ainda há muitos criadouros do Aedes aegypti nas residências.

Potes, garrafas, pneus, pratos de vasos e plantas aquáticas são recipientes que continuam disponíveis para a reprodução do mosquito em grande parte dos imóveis visitados. As plantas aquáticas devem receber atenção especial, uma vez que as larvas podem permanecer grudadas nas raízes, mesmo com limpezas frequentes.

Não apenas nas residências se concentra a atenção dos agentes. Vistorias também são realizadas em pontos estratégicos (cemitérios, borracharias, oficinas, floriculturas) e imóveis especiais (escolas, creches, hospitais, empresas e obras abandonadas). Em maio foram 227 visitas em pontos estratégicos e outras 57 em imóveis especiais. Somam-se a esses números as visitas realizadas nas operações bloqueio que neste ano foram realizadas em mais de 31 mil imóveis. Há ainda os mutirões de limpeza que já ultrapassaram a marca de 20 toneladas de criadouros retirados nos bairros.

“Todo esse trabalho, que envolve a mobilização de várias equipes na prevenção, é importante, mas a participação efetiva dos moradores na eliminação de criadouros é fundamental para que sejam evitados novos casos de dengue”, explica a chefe de núcleo de endemias, Maria Júlia Guarnieri Baptista.