Sábado tem mutirão de combate à dengue em Rio Claro

Agentes da Fundação de Saúde de Rio Claro percorrem nesse sábado (25) os bairros Vila Paulista, Jardim Conduta, Cidade Nova e Vila Indaiá. A operação casa a casa tem início às 8 horas e contará com o apoio de equipe da secretaria de Meio Ambiente com o caminhão cata-bagulho, que irá auxiliar no recolhimento de entulhos, pneus velhos, garrafas e outros potenciais criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.
Boletim divulgado nesta quinta-feira (23)  pela Vigilância Epidemiológica de Rio Claro aponta a confirmação de mais um caso de dengue no município, trata-se de morador do bairro Saúde. Ao todo são seis casos confirmados da doença desde o início do ano. Todos os casos foram classificados como autóctones, isto é, adquiridos no município. Nenhum caso de chikungunya e de zika vírus foi registrado.
A Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro ressalta a importância de todos fazerem a sua parte no combate ao mosquito. Entre as principais recomendações estão manter bem tampados caixas, tonéis e barris de água; colocar o lixo em sacos plásticos e manter a lixeira sempre bem fechada; não jogar lixo em terrenos baldios; garrafas de vidro ou plástico, se guardadas, devem ser mantidas sempre com a boca para baixo; e não deixar a água da chuva acumular sobre a laje ou em calhas entupidas. Os pratinhos ou vasos de plantas devem ser preenchidos com areia até a borda e, em casos de armazenamento de pneus velhos em casa, toda a água deve ser retirada e os pneus mantidos em locais cobertos, protegidos da chuva. Frequentemente é necessário limpar as calhas, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água e os recipientes utilizados para guardar água, pelo menos uma vez por semana devem ser lavados com água e sabão.

Rio Claro sedia encontro regional de secretários de saúde

Prefeitos, secretários municipais de saúde e equipes técnicas de 26 municípios da região estarão reunidos na primeira Oficina de Acolhimento Aos Gestores Municipais em Saúde.

O encontro acontecerá na próxima terça-feira (28) a partir das 8h30 na Faculdade Anhanguera em Rio Claro. O objetivo do evento é integrar os gestores de saúde da região de abrangência do Departamento Regional de Saúde, o DRS-X, responsável pela gestão de Saúde em 26 cidades da região, incluindo Rio Claro.

O encontro é organizado pelo DRS e Fundação de Saúde de Rio Claro. Os gestores obterão conhecimentos fundamentais para o exercício da gestão nos territórios, a partir dos referenciais técnicos sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) e a necessidade de organizar serviços e práticas de saúde de acordo com a identidade de cada local.

Também será tema de discussões e orientação a Lei Complementar 141/2012. Esta lei regulamenta o parágrafo terceiro do artigo 198 da Constituição Federal para dispor sobre os valores mínimos a serem aplicados anualmente pela União, estados, Distrito Federal e municípios em ações e serviços públicos de saúde; estabelece os critérios de rateio dos recursos de transferências para a saúde e as normas de fiscalização, entre outras atribuições.

O evento tem início com uma recepção às 8h30 e abertura às 9 horas. Às 9h20, a diretora do DRS-X Piracicaba, Maria Clélia Bauer, fará a primeira palestra do dia com uma apresentação da estrutura do órgão.

Em seguida, às 9h40, Adilson Soares, da Secretaria Estadual de Saúde, falará sobre a gestão orçamentária do Fundo Municipal de Saúde e sobre o financiamento federal do SUS.

Às 13h30, Paula Kolmi Tanaka, também da SES fará palestra sobre instrumentos e planejamento do SUS. Às 15 horas, Daniela Guerra Gomes, representante do Conselho de Secretários Municipais de Saúde de São Paulo, esclarecerá dúvidas sobre Programação Pactuada Integrada.

Em seguida, às 16 horas, uma mesa de discussão será organizada para encaminhamento dos temas abordados. O encontro termina às 17 horas.

O evento tem apoio da Coordenadoria de Regiões de Saúde, Coordenadoria de Controle de Doenças, Conselho dos Secretários Municipais de Saúde e Prefeitura de Rio Claro.

O evento reunirá secretários de saúde e prefeitos de Águas de São Pedro, Analândia, Araras, Capivari, Charqueada, Conchal, Cordeirópolis, Corumbataí, Elias Fausto, Engenheiro Coelho, Ipeúna, Iracemápolis, Itirapina, Leme, Limeira, Mombuca, Piracicaba, Pirassununga, Rafard, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Cruz da Conceição, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra e São Pedro.

Mutirão contra o Aedes recolhe uma tonelada de entulho em 2,6 mil casas

Agentes do Centro de Controle de Zoonozes, da Fundação de Saúde de Rio Claro, visitaram 2.649 casas no mutirão de combate ao Aedes aegypti sábado (18) nos bairros Terra Nova, Guanabara I e II, Inocoop e Jardim Novo II. A operação contou com apoio da Secretaria de Meio Ambiente, que enviou caminhão e equipe do cata bagulho.

Foram recolhidos 1.660 quilos de entulho, potenciais criadouros do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.

Todos os sábados bairros de Rio Claro são visitados pelas equipes da Fundação de Saúde e prefeitura nos mutirões de combate ao Aedes aegypti. A administração municipal ressalta a importância de todos fazerem a sua parte na luta contra o mosquito, evitando o acúmulo de água parada em vasos, garrafas e pneus velhos. Também é fundamental fazer o descarte correto de lixo e entulho.

Fundação de Saúde investe R$ 8,2 milhões na compra de medicamentos

A Fundação de Saúde de Rio Claro está investindo R$ 8,2 milhões na compra de medicamentos, incluindo reposição de estoque. O primeiro lote com insumos para o setor de enfermagem já chegou e os próximos lotes serão de remédios.

As compras estão sendo feitas a partir de concorrência pública, na modalidade “pregão” com registro de preços, finalizada com a homologação na sexta-feira (17). São mais de 170 categorias de medicamentos, que irão abastecer as farmácias das unidades de Saúde, incluindo a da Unidade Básica da Avenida 29 e da UPA do Cervezão, que desde o mês passado permanecem abertas também aos sábados, domingos e feriados.

No sábado (18) o dispensário municipal recebeu três caminhões com itens para reposição e manutenção de estoque de insumos básicos para o atendimento médico, entre eles 670 rolos de lençol de papel, três mil sondas uretrais, mais de 30 mil frascos de soro fisiológico, gaze, algodão, esparadrapos, luvas e outros.

Iniciado na semana passada, o primeiro pregão da Fundação de Saúde na atual administração municipal representou economia de R$ 12 milhões para os cofres públicos, já que a estimativa inicial de preço, em torno de R$ 20 milhões, caiu para aproximadamente R$ 8 milhões com a disputa entre as empresas durante a concorrência pública. Uma redução de 60%.

Além dos medicamentos comprados pela Fundação de Saúde, o município também oferece à comunidade remédios fornecidos pelo Governo do Estado, por meio da Fundação para o Remédio Popular (Furp), e pelo Governo Federal.

Fundação de Saúde de RC e Bezerra realizam palestras sobre Saúde Mental

A Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro e a casa de saúde Bezerra de Menezes realizam a partir da sexta-feira (24) uma série de palestras direcionadas aos médicos da rede de atenção básica em saúde. As atividades serão realizadas no “Bezerra de Menezes”.

O objetivo dos encontros, intitulados “Intervenções de Saúde Mental na Atenção Básica em Saúde”, é esclarecer os especialistas sobre a nova Reforma Sanitária, a descentralização das ações de saúde mental, os novos medicamentos da relação nacional e as novas demandas enfrentadas pelos médicos.

A palestra dessa sexta-feira começa ao meio-dia, sob o comando do médico Danilo Simões de Paschoal, psiquiatra da Fundação Municipal de Saúde. O tema será “Síndromes Depressivas e Síndromes de Ansiedade.

O segundo encontro será realizado no próximo dia 31 e terá palestra da psiquiatra, doutora em psicobiologia, Katia Maria Monteiro Rodrigues de Carvalho.  Katia é diretora clínica da Casa de Saúde Bezerra de Menezes e plantonista do Programa de Saúde Mental de Rio Claro.

Também no dia 31, das 10 horas ao meio-dia, haverá atividade motivacional e participação da psicóloga e doutoranda do programa de clínica médica pela Unicamp, Karen Batista. A especialista é coordenadora do Caps AD (Centro de Atenção Psicossocial) e do CESM (Centro de Especialidades em Saúde Mental) em Rio Claro.

A terceira e última atividade está marcada para o dia 7 de abril, com o médico psiquiatra Ataliba de Carvalho Junior, que falará sobre “Emergências Psiquiátricas e Suicídio”. Doutorando do Programa de Tocoginecologia da Faculdade de Ciências Médicas de Unicamp, Ataliba é professor da PUC-Campinas e já foi plantonista no Programa de Saúde Mental em Rio Claro.

A Casa de Saúde Bezerra de Menezes fica na Avenida 25, número 1.111, no Bairro do Estádio.

Vigilância registra mais quatro casos de dengue em Rio Claro

Boletim divulgado nesta sexta-feira (17) pela Vigilância Epidemiológica de Rio Claro confirma mais quatro casos de dengue registrados no município. Todos os casos são autóctones, ou seja, contraídos na própria cidade. Três deles são de moradores do bairro Cidade Jardim e um do Terra Nova. Com esses novos registros, Rio Claro soma cinco casos positivos de dengue e um de chikungunya desde o início do ano.

As ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus continuam. A Fundação Municipal de Saúde solicita a colaboração da população para ajudar na eliminação dos criadouros, já que 80% deles estão dentro das residências.

A comunidade também deve ficar atenta aos indícios da dengue. Entre os sintomas mais comuns da doença estão febre alta com início súbito, forte dor de cabeça, dor atrás dos olhos que piora com o movimento dos mesmos, perda do paladar e apetite, manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo (principalmente no tórax e membros superiores), tonturas e extremo cansaço.

O tempo médio do ciclo da dengue é de 5 a 6 dias e o intervalo entre a picada e a manifestação da doença chama-se período de incubação. É só depois desse período que os sintomas aparecem. Geralmente os sintomas se manifestam a partir do terceiro dia depois da picada do mosquito.

Mutirão contra dengue ocorre neste sábado na zona sul

A Fundação Municipal de Saúde, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), realiza neste sábado (18) mais um mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. Os mutirões têm ocorrido todos os sábados com continuidade durante a semana. A partir das 8 horas deste sábado, agentes do CCZ percorrerão casas e terrenos nos bairros Terra Nova, Guanabara I e II, Inocoop e Jardim Novo II, eliminando potenciais criadouros do mosquito.

A operação irá contar com apoio do caminhão “Cata Bagulho”, da Secretaria de Meio Ambiente. A equipe do serviço passará recolhendo entulhos, pneus velhos, garrafas e outros objetos que podem servir de criadouro. A Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro ressalta a importância de todos fazerem a sua parte no combate ao mosquito.

Servidores participam de palestra sobre o SUS

Na manhã desta segunda-feira (13) diretores, gerentes e chefes de núcleo da Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro assistiram à palestra sobre o Sistema Único de Saúde (SUS).

O evento aconteceu no auditório do Núcleo Administrativo Municipal (NAM) e foi organizado pelo Núcleo de Educação em Saúde, Treinamento e Desenvolvimento (NESTD), da Fundação de Saúde.

A palestra, ministrada pela assistente social Dulce Maria Micheloto Alves, abordou o funcionamento básico do SUS em sua essência e as mobilizações históricas que aconteceram no Brasil e que levaram à sua criação.

O município de Rio Claro está inserido no SUS por meio do Departamento Regional de Saúde que gerencia o SUS em outras 25 cidades da região. Em Rio Claro, a gestão da saúde pública é da Fundação Municipal de Saúde.

O SUS foi instituído no país em 1988, por ocasião da promulgação da Constituição da República Federativa do Brasil, com o propósito de oferecer a todo cidadão brasileiro o direito ao acesso integral, universal e gratuito a serviços de saúde. O SUS é considerado um dos maiores sistemas de saúde públicos do mundo.

Cinema de RC exibirá filme institucional com orientações de combate ao Aedes

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Fundação de Saúde de Rio Claro e a rede de cinemas Arcoplex fecharam parceria para exibição nas salas de cinema no Shopping Rio Claro de filme institucional com informações sobre o combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela.

O filme, uma peça publicitária do Ministério da Saúde de 30 segundos, será exibido ao início de cada sessão de cinema, mostrando a importância de eliminarmos os potenciais criadouros do mosquito. O filme institucional tem a participação do ex-jogador de futebol Cafu. O CCZ pretende alternar a exibição desse filme com outras campanhas de saúde nas salas de cinema da Arcoplex.

Criadouros

Muitos dos possíveis criadouros do mosquito podem estar dentro de casa. Por isso a sociedade deve trabalhar junto com os órgãos de saúde para a eliminação dos focos do Aedes aegypti. É necessário fazer varreduras em casa e acabar com os recipientes com água parada.

Entre as ações mais eficazes de combate ao mosquito estão tampar os tonéis e caixas d’água, manter as calhas sempre limpas e garrafas viradas com a boca para baixo, deixar as lixeiras bem tampadas e os ralos limpos e com tela, limpar semanalmente vasos de plantas ou utilizar areia nos vasos, limpar os potes de água para animais, retirar água acumulada na área de serviço e máquina de lavar roupa, entre outras.

​​Mutirão de combate à dengue acontece em três bairros neste sábado

Agentes da Fundação de Saúde de Rio Claro farão visitas casa a casa neste sábado (11) nos bairros Jardim Araucária, Parque Universitário e Jardim Cidade Azul. A operação visa combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.
O trabalho, que terá início às 8 horas, contará com o apoio da equipe do caminhão cata bagulho para o recolhimento de entulhos, pneus velhos, garrafas e outros potenciais criadouros do mosquito.

No primeiro mutirão do mês de março, realizado no dia 4, os agentes visitaram um total de 3.011 imóveis, dos quais 2.019 foram vistoriados. Durante a operação foram recolhidos 930 quilos de entulhos nos bairros do Estádio e Consolação.

Rio Claro segue desde o início do ano com apenas um caso confirmado de dengue, um caso de chikungunya e nenhum caso de zika vírus.